terça-feira, 15 de maio de 2018

Um olhar para as coisas públicas




Cabe ao povo, eu você e os outros, dar uma olhadinha no bem público, porque, é meu, seu e dos outros. Portanto, cabe a nós, dar uma olhada, para criticar o que acharmos errado, e exigir que seja corrigido. E essa correção comece a partir de mim e de  você, e depois, que continue com os outros. E, se acharmos conveniente, adotemos o entendimento de que também cabe ao governo.

Cabe também ao povo, mais uma vez, eu você e os outros, dar uma olhada para o que está bem, e elogiar, se acharmos conveniente, mas, antes de tudo, cabe a nós, que formamos o povo, exigir que esse bem seja preservado e zelado. A começar, também por nós, por mim e por você, e pelos outros. E mais uma vez, se preferirmos, exijamos do prefeito que faça a parte dele.

As fotos aqui postadas são da praça Firmino Neto, em Bacabal/MA, que está situada à rua Maranhão Sobrinho, que teve o nome modificado para rua da Assembleia de Deus. E faz canto com a rua Cloris Miranda.

Como fotógrafo, e passando em frente a essa praça, com a câmera fora da mochila, e percebendo o quanto estava limpa e zelada, quis fotografar. E enquanto fotografava, apareceu um morador da esquina, vizinho da praça. E em conversa, indaguei se a praça era cuidada pelos moradores. Mas, ele falou que era pela  prefeitura.

Fiquei surpreso, porque não observei zelo semelhante em outras praças. Mas, como a conversa fluía, meu interlocutor começou a explicar.. que os vizinhos participam, ajudando a preservar, o que já significa bastante. 

Pois é, senhores (as), cada rua, cada praça e cada espaço público, com suas calçadas, com suas lâmpadas, com suas plantas e suas flores, com seu calçamento e o que quer que tenha por lá, é meu, mas, também é seu e de mais gente. E assim, eu não devo quebrar ou causar qualquer dano, porque eu não comprei  a parte dos outros.

E cada vez que  eu ou você entender, que as coisas que fazem parte de nosso dia a dia, precisam serem cuidadas, inclusive aquilo que é público, e compartilhar isso com os outros,é bem provável que vivamos melhor.



























































Nenhum comentário:

Postar um comentário