quarta-feira, 27 de março de 2019

Sessão solene da Câmara Municipal de Bacabal em memória de Zé Vieira

Os trabalhos do Câmara Municipal de Bacabal, em 27 de março de 2019, teve início por volta das 15:40hs, com a posse do vereador Francisco da Conceição Pinto, conhecido por Bebeto do SAAE. 

Bebeto, que já  teve um mandato no legislativo de Bacabal, disputou a reeleição em 2016, e ficou na suplência. E, na tarde dessa quarta feira (27), tomou posse, na vaga do vereador dr. Lula, que assumiu recentemente a Secretaria Municipal de Saúde.


SESSÃO SOLENE
8 dias depois de sua morte, o ex.vereador, o ex. prefeito e ex. deputado federal José Vieira Lins, ou simplesmente Zé Vieira, como era conhecido, recebeu em sua saudosa memória, uma homenagem, da Câmara Municipal de Bacabal. 

Zé Vieira, que aos 58 anos de idade, de acordo com levantamento, entrou para a vida pública partidária, mais precisamente no ano de 1992, quando foi eleito vereador, deixou um legado para Bacabal: uma história que será contada por muito tempo.

Dos 17 vereadores, apenas um, pediu para se ausentar da referida sessão. E, dos 16 que ficaram, 10 usaram a tribuna para deixar sua homenagem a Zé Vieira.

1. O vereador Alberto Sobrinho destacou que Zé Vieira saiu da vida e entrou para a história.

2. O vereador dr. Jéferson Santos, contou sobre a esposa, que com um problema delicado de saúde, precisou ser encaminhada a outro centro de saúde fora de Bacabal. E Zé Vieira disponibilizou  de um avião. O vereador citou um breve poema do ''Trem da Vida'', de onde, em algum lugar vamos descer...

3. A vereadora Regilda  Santos destacou o desejo de um ''Céu de Glória'' para Zé Viera.

4. O vereador Erivelton Martins, destacou 5 palavras com as quais Zé Vieira se identificou: Gratidão, servidor, sentimento, convívio e perda.

5. O vereador professor Maninho, iniciou sua fala agradecendo ao presidente  da Câmara, pela sessão solene e destacou a moralização da cidade, como o maior legado deixado por Zé Vieira.

6. O vereador  Dedë, da Trizidela, falou que Zé Vieira contribuiu muito e deixou sua marca. E fez questão de enfatizar que nunca fez parte  de seu grupo político. Mas, em memória do seu saudoso sogro, ''Miguelzão'', quis deixar sua mensagem.

7. O vereador Cel. Egídio, destacou que nunca teve problema com Zé Vieira. E ficou triste por sua morte. E citou um pensamento, que fez  por ocasião da morte de seu saudoso pai: ''Sou eu que tiro a vida. Sou eu que faz viver''.

8. O vereador Feitosa agradeceu a oportunidade, que durante o ano e seis meses que esteve no mandado, Zé Viera deu a ele.

9. O vereador Alex Abreu falou da ''comoção'' no cortejo, pelas ruas de Bacabal, do vereador, do prefeito e deputado Zé Vieira.

10. O vereador (presidente da Câmara) Manoel da Concórdia, falou: ''Me elegi duas vezes ao lado de Zé Vieira''. Amigo dos amigos, continuou o vereador. E acrescento: ''Se ele amigo era fiel, inimigo, era cruel''.
O vereador falou do nome de Zé Vieira que foi retirado da Tribuna, mas, que colocará o nome e Zé Vieira no prédio da Câmara.



























quinta-feira, 21 de março de 2019

Ultimo adeus a Zé Vieira




 
A trajetória política de Zé Viera é conhecida pelo povo de Bacabal. E aqui se misturou à  sua trajetória de vida, com a participação do povo desta terra.

A força de vontade que ele teve, certamente servirá por muito tempo, de incentivo e ânimo para tantos quantos despertam para a vida pública. Não é fácil, mas é impossível. 

Ele enfrentou a si mesmo e a dúvida de muitos, transformada por tantas vezes em ataque, como acontece na política partidária, em virtude de sua personalidade que o fez corajoso, ''valente'' e determinado. 

Ele nos deixou um legado: conseguiu escrever seu nome na história de Bacabal, que ficou mais rica com sua passagem por aqui.

Foi tantas vezes aclamado, como por exemplo, em 02 de janeiro de 2017, ao chegar na prefeitura, como mostram as fotos, para assumir pela terceira vez um conturbado mandato. 

Ele foi aclamado também , na passagem de seu corpo, em um caixão, em cima de uma viatura dos Bombeiros, coberto pela bandeira da cidade, com mostra também as fotos. 

Assim, foi a passagem de José Vieira Lins, de ''seu Zé'', ou simplesmente do Zé Vieira, ''afrontado'' por uns e aplaudido por outros, como acontece com todos que passam por esta de vida. A vida que a natureza e o Deus da natureza fizeram existir.